10/12/2013

UEG abre concurso público para contratação de 250 professores

O reitor da Universidade Estadual de Goiás, professor Haroldo Reimer, tornou pública, nesta segunda-feira, 9, a abertura de Edital de concurso público, para provimento de vagas destinadas a docentes de ensino superior, na Universidade.

O documento, que já está disponível (http://www.ueg.br/noticia/16265_ueg_abre_concurso_publico_para_contratacao_de_250_professores), oferta 250 vagas distribuídas pelas Unidades Universitárias, sendo 150 delas destinadas a especialistas, 50 para mestres e outras 50 para doutores.

As inscrições devem ser realizadas entre os dias 15 de janeiro de 2013 e 10 de fevereiro de 2014 e tem o valor de R$180 para vagas destinadas a doutores, R$ 160 a mestres e R$ 140 a especialistas. Os vencimentos podem alcançar até R$ 5.757,41.

O concurso está dividido em quatro etapas; avaliação dos candidatos com deficiência pela equipe multiprofissional, de caráter eliminatório (exclusiva aos candidatos com deficiência); prova dissertativa; prova didátiva; e avaliação de títulos e produção científica. Essas etapas serão realizadas nas cidades de Anápolis, Aparecida de Goiânia e Goiânia.

O edital prevê dedicação exclusiva (40 horas) e parcial (de 10 a 30 horas semanais). São destinadas, às pessoas com deficiência, 5% das vagas oferecidas por Unidade Universitária, adotando o mesmo critério para o cadastro de reserva.

29/10/2013

PPGPV da UEG abre edital para seleção de bolsista para pós-doutorado

A Coordenadoria do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal (PPGPV), da Unidade Universitária da UEG de Ipameri, está com inscrições abertas para a seleção de bolsista do Programa Nacional de Pós-Doutorado (PNPD). A bolsa destina-se a doutores que possam contribuir para incrementar pesquisas dentro do PPGPV, bem como contribuir para orientação e co-orientação de alunos. O edital da seleção está disponível na página do programa www.ppgpv.ueg.br.

As inscrições poderão ser realizadas até o dia 25 de novembro, presencialmente na secretaria da Pós-Graduação da Unidade de Ipameri ou eletronicamente através do e-mail (ppgpv.ipameri@ueg.br). Estão habilitados à inscrição todos os portadores de títulos de doutor na área de Ciências Agrárias ou áreas afins, em programas de pós-graduação recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) ou com diploma no exterior revalidado segundo legislação vigente.

10/03/2013

Occurrence of parasitic green algae on forest species in Goiás State, Brazil

Fabíola Teodoro Pereira and Daniel Diego Costa Carvalho*

Laboratory of Plant Pathology, Universidade Estadual de Goiás. Rod. GO 330, km 241, Anel Viário, Setor Universitário, 75780-000, Ipameri, Goiás, Brazil.
*Corresponding author: daniel.carvalho@ueg.br

Green algae can cause diseases in many plants of economic importance, among which leaf spots and spots on the stems are frequently reported (Agrios, 2005). In Brazil, parasitic green algae were reported on several plants such as avocado (Persea americana), annatto (Bixa orellana), cashew (Anacardium occidentale), mango (Mangifera indica) and Citrus spp. (Malagi et al., 2011). According to Lima et al (2004), the knowledge about the causal agent of plant diseases comprises in an important step for correct management of plant diseases. However, morphological characterization of plant parasitic green algae is specific and obtain the organism in culture medium is very difficult (Ponmurugan et al., 2010). In our laboratory, we have worked with plant parasitic green algae, whose hosts and algal specie are confidential because a report will be published in a specialized journal. No mycelial growth was observed when algae were placed on Potato Sucrose Agar (PSA) medium, but microscope slides mountings using distilled water showed the structures of the organism, such as sporangia and zoospores. Measurements of these structures also are confidential.

References

AGRIOS, G.N. Control of plant diseases. In: AGRIOS, G. N. Plant pathology. 5th ed. San Diego: Academic Press, 2005. 922p.

LIMA, C.S.; SOUZA, P.E.; BOTELHO, A.O. Rust fungi of the Pucciniaceae family on medicinal plants. Fitopatologia Brasileira, v.29, p.499-503, 2004.

MALAGI, G.; SANTOS, I.; MAZARO, S.M.; GUGINSKI, C.A. Detection of algal leaf spot (Cephaleuros virescens Kunze) in Citrus in Paraná State. Revista Brasileira de Agrociência, v.17, p.148-15, 2011.

PONMURUGAN, P.; SARAVANAN, D.; RAMYA, M. Culture and Biochemical Analysis of a Tea Algal Pathogen, Cephaleurosparasiticus. Journal of Phycology, v.46, p.1017-1023, 2010.

13/12/2012

Mestrado em Produção Vegetal da UEG tem novo site

O Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal (PPGPV), da Universidade Estadual de Goiás (UEG), passa a contar com um novo canal de divulgação das atividades do Mestrado. Agora, pelo link http://www.ppgpv.ueg.br, a comunidade universitária poderá conhecer toda a estrutura do Mestrado oferecido pela UEG na Unidade Universitária de Ipameri. “Após reunião interna de colegiado, o PPGPV designou uma equipe para desenvolvimento do novo site do programa”, explica o professor Daniel Diego Costa Carvalho. Anteriormente, as informações do PPGPV eram divulgadas pelo site da unidade de Ipameri. O professor informa também que foi criada uma marca para o programa de mestrado. O site contará com informações detalhadas sobre as linhas de pesquisa dos docentes orientadores do programa, infraestrutura, galeria de fotos, entre outros. “Os resultados referentes à seleção 2013/1 de alunos para o PPGPV serão publicados no novo site”, diz o professor de Ipameri. (Moema Ribeiro) Notícia publicada em 11/12/2012

20/11/2012

Plant-parasitic Nematodes Associated with Commercial Orchards of Passion Fruit and Adjacent Cerrado Vegetation in the Brazilian Federal District

Plant Pathol. J. 28(3) : 306-310 (2012) Populations of plant-parasitic nematodes were evaluated in soil and root samples from areas planted with passion fruit, or covered with adjacent native cerrado vegetation, in five different cropping regions of the Brazilian Federal District. From July 2007 to January 2008, twenty samples had been collected in five Rural Centers (Núcleo Rural–NR) planted with passion fruit. In five sites, samples were also collected in native cerrado vegetation. Specimens of nine genera of plant-parasitic nematodes (Meloidogyne, Helicotylenchus, Rotylenchulus, Scutellonema, Pratylenchus, Paratylenchus, Hemicycliophora, Xiphinema and Criconemoides) were found in the present survey. Important nematode pathogens, such as Rotylenchulus reniformis and Meloidogyne spp. were observed in the passion fruit plantations throughout five major producing regions of the Brazilian Federal District.

06/07/2012

25% de concursos para docentes em federais de SP não têm aprovados


FÁBIO TAKAHASHI
DE SÃO PAULO
A estabilidade do emprego e a remuneração para fazer pesquisa não têm sido suficientes para seduzir professores para as universidades federais em São Paulo.
Levantamento feito pela Folha com base nos concursos para docentes em 2011 e neste ano mostra que 1 em cada 4 processos foram finalizados sem nenhum aprovado.
Esses 59 concursos terminaram "vazios" por duas razões: ou não houve inscritos ou os candidatos não atingiram o patamar exigido em quesitos como prova escrita, análise de currículo e simulação de aula.
Faltaram aprovados para seleções de diversas áreas, como psicologia, engenharia, saúde, ensino e economia.
Como comparação, a reportagem contabilizou na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) 1% de concursos "vazios" no período.
Os docentes da rede federal afirmam que a falta de atratividade é reflexo dos baixos salários e de uma carreira ruim.
A categoria está em greve nacional há um mês e meio, com adesão de 95% das escolas, segundo a organização. O governo não tem balanço.
O salário inicial para um professor com doutorado, em dedicação exclusiva, é de R$ 7.627 na rede federal.
Na USP, Unesp e Unicamp (todas estaduais), um docente em posto similar ganha R$ 1.100 a mais, além de ter dispositivos que aceleram os aumentos (como quinquênios).
Reitores das federais reconhecem que as condições a seus professores não são as ideais, mas dizem que os cursos ficam "vazios" devido à escassez de doutores no país.
O Ministério da Educação faz avaliação semelhante.
A rede federal precisa contratar porque está em forte expansão no Estado. As matrículas praticamente dobraram entre 2007 e 2010.
Editoria de arte/Folhapress


16/05/2012

Fora Do Ar !!!

Caros Colegas Fitopatologistas,
O time da Brazilian Phytopathology pede desculpas pela não atualização diária do Blog
Venho comunicar  que estaremos modificando a pagina para melhor visualização e acessibilidade das noticias
Estamos voltando com força total !
Agradeço a compreensão de todos!


saudações fitopatológicas!!!

Brazilian Phytopathology Team

06/03/2012

Novo doutor em Fitopatologia

Parabenizo Dr.Thiago Alves Santos de Oliveira pela defesa de tese intitulada 'Epidemiologia e controle alternativo da podridão dos frutos de mamoeiro causada por Phytophthora palmivora na pós-colheita'no último dia 29/02/2012. Temos portanto, mais um especialista em doenças de plantas, com enfase nas doenças pré e pós colheita. Acredito que  sua contribuição acadêmica para o Programa de Pós-Graduação em Fitopatologia - UnB se estenderá para outras Instituições e vertentes que siga daqui para frente. É o inicio de um novo compromisso e de outras perspectivas.
saudações fitopatológicas!!!
Brazilian Phytopathology Team

24/02/2012

Ministério libera Tricovab contra a vassoura-de-bruxa


A Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), que completou 55 anos de fundação dia 20, recebeu certificação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) de registro do biofungicida Tricovab para combate no campo ao fungo da vassoura-de-bruxa. A certificação, que inclui bula e rótulo definitivos, encerra processo iniciado há 10 anos pela Ceplac que desenvolveu técnicas de uso de um fungo natural e antagônico ao fungoMoniliophtora perniciosa causador da doença, que devastou a lavoura cacaueira baiana fazendo a produção decair de 460 mil toneladas, no final dos anos 80, para menos de 120 mil toneladas na década seguinte.



O coordenador técnico-científico da Ceplac, Manfred Müller, que representou o diretor Jay Wallace da Silva e Mota, afirma que a certificação do Mapa é o coroamento do trabalho do Centro de Pesquisas do Cacau (Cepec), cujos pesquisadores se desdobraram na busca de solução natural com alto potencial de controle da vassoura-de-bruxa, sem riscos ao meio ambiente e aos produtores de cacau e colaboradores. “A certificação é última etapa do processo que consumiu tempo e estudos do Comitê Técnico de Assessoramento, composto pelo Ministério da Agricultura, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgãos responsáveis pela regulamentação de agrotóxicos e biofungicidas no País”, comentou. 

O biofungicida Tricovab é obtido mediante a multiplicação do fungo Trichoderma stromaticum em laboratório. “É um produto natural que não causa agressões ao meio ambiente. Além disso, é comprovadamente eficaz quando diluído em água e pulverizado na plantação de cacau, já que inibe a reprodução do fungo da vassoura-de-bruxa em até 99% no solo e em quase 57% na copa das árvores do cacaueiro”, explica o chefe do Cepec, Adonias de Castro Virgens Filho, que também comemorou a certificação obtida pela Ceplac que vai convocar entrevista coletiva de imprensa para ratificar a certificação e explicar como será feita a aplicação nas propriedades rurais. 

Jornalista ACS/Ceplac/Sueba 

Luiz Conceição 

Assessoria de Comunicação da Ceplac (quarta-feira, 22/02/2012).

Link: http://www.ceplac.gov.br/restrito/lerNoticia.asp?id=1904

O INRA está contratando 51 pesquisadores para diversas vagas!

confiram o link:  http://www.inra.fr/drh/cr2012/ diversas vagas para recém doutores!!!